Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Morreu um dos feridos do tiroteio no aeroporto de Los Angeles

Mundo

  • 333

Um membro da agência norte-americana de segurança dos transportes (TSA, na sigla em inglês) sucumbiu aos ferimentos provocados pelo tiroteio da manhã de sexta-feira no aeroporto internacional de Los Angeles

A vítima é "um homem com 40 anos, ferido por balas", declarou à AFP o porta-voz do Instituto Médico-Legal de Los Angeles. "Vários agentes da TSA ficaram feridos, um dos quais mortalmente", avançou, por seu lado, a agência de segurança.

O chefe dos bombeiros de Los Angeles, James Featherstone, tinha indicado mais cedo que o tiroteio causara sete feridos, dos quais seis foram transportados para o hospital.

O atirador, descrito por testemunhos como um homem branco, com idade situada entre os 18 e os 15 anos, irrompeu no terminal 3 do aeroporto às 09:20 locais (16:20 de Lisboa), armado com uma espingarda de assalto, e começou a disparar sobre os passageiros.

Conseguiu passar a zona de controlo, antes de ser perseguido pela polícia, tendo sido detido depois de ter ficado ferido numa troca de tiros com os agentes. Ignora-se a gravidade dos seus ferimentos.

O Ronald Reagan UCLA Medical Center especificou ter admitido três feridos, um dos quais em estado crítico. O agente da TSA faleceu no Harbor-UCLA Medical Center.

"De momento, pensamos que se trata de um atirador isolado" e "era a única pessoa armada neste incidente", afirmou o chefe da polícia do aeroporto, Patrick Gannon, durante uma conferência de imprensa com o autarca de Los Angeles, Eric Garcetti.

O agente da polícia federal (FBI, na sigla em inglês) David Bowdich disse, por seu turno, que na altura "não existia ameaça suplementar" no aeroporto.

Em comunicado, o FBI indicou também que ainda era "prematuro comentar as motivações (do atirador) e os investigadores não afastavam, nem seguiam, a pista terrorista".