Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de 100 mil querem viagem só de ida para Marte

Mundo

Reuters

Em três meses, já se inscreveram mais de 100 mil pessoas para "emigrar", definitivamente, para Marte em 2022

A organização Mars One planeia enviar um grupo de pessoas para Marte, em 2022, para estabelecer a primeira colónia humana no Planeta Vermelho. Em três meses semanas, o projeto recebeu mais de 100 mil inscrições, que estarão abertas até 31 de agosto.

A Mars One avisa, no entanto, que devido às alterações fisiológicas impostas pela adaptação à vida em Marte, não haverá forma de voltar à Terra.

No seu  site , a organização lembra que apesar de um cosmonauta conseguiu voltar a andar depois de 13 meses a bordo da Mir, num ambiente sem gravidade, uma estada prolongada em Marte não permitiria ao corpo humano readaptar-se à gravidade da Terra.

Os candidatos não devem ter quaisquer habilitações específicas, mas sim ter "disposição para construir e manter relações saudáveis, capacidade de refletir sobre si próprio e de confiar nos outros". Os voluntários escolhidos receberão um treino mínimo de oito anos antes de partirem para a longa viagem de sete meses até Marte.

Podem ser candidatos todos os maiores de 18 anos, mediante o pagamento de uma taxa, que depende da nacionalidade.