Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Idoso finge morte para receber atenção da família

Mundo

  • 333

Um idoso albanês fingiu estar morto para receber a visita dos familiares. O homem alega que foi esquecido quando deixou de lhes enviar dinheiro

Hajdar Lila, um albanês de 70 anos, enviou - no dia do seu aniversário - uma falsa nota de falecimento para um jornal local em Fushe-Kruje, uma cidade perto de Tirana, na Albânia e espalhou cartazes pelas ruas a informar a sua morte com o objectivo de receber a visita dos seus familiares.

O idoso alega que desde que deixou de enviar dinheiro para a família deixou também de receber visitas: "Enquanto estive no Canadá ajudei sempre que pude com dinheiro. Já passaram quatro anos desde que voltei e os meus filhos, os meus irmãos e os meus primos ainda não vieram beber café a minha casa", revela Lila.

"Agora que não tenho dinheiro ninguém se preocupa com a minha presença", lamenta.

No entanto, a falsa nota de falecimento apenas lhe garantiu a visita da filha mais velha que se dispôs a preparar o enterro do pai. Por sua vez, Lila já expressou a vontade de no dia do seu verdadeiro enterro querer apenas a presença do coveiro: "As pessoas devem ser respeitadas enquanto vivas e não depois de mortas", conclui.