Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Homem morre ao tentar bater recorde de mergulho em apneia

Mundo

  • 333

O novaiorquino Nicholas Mevoli, de 32 anos, queria chegar aos 72 metros de profundidade, sem garrafa de oxigénio nem barbatanas. Conseguiu, mas morreu 30 segundos depois de voltar à superfície

Terminou de forma trágica a participação do mergulhador Nicholas Mevoli, de Brooklyn, Nova Iorque, na competição por um novo recorde de mergulho em apneia, que decorreu nas Bahamas.

Ao longo de 10 dias, 56 participantes de 21 países mergulharam na popular "Buraco Azul", considerada a caverna subaquática mais profunda do mundo.

No domingo, 17, Mevoli, 32 anos, mergulhou até aos 72 metros, apenas com uma inspiração de oxigénio e sem barbatanas. Quando voltou à superfície, ainda fez sinal de que estava bem, mas, 30 segundos depois, segundo a organização, perdeu a consciência.