Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Hoje é o dia em que estamos mais longe do sol

Mundo

  • 333

A Terra está hoje mais longe do Sol do que em qualquer outro dia do ano: a mais 152 milhões de quilómetros. O fenómeno, que se designa "afélio" ocorre sempre nos primeiros dias de julho

Os mais de 152 milhões de quilómetros a que o nosso planeta se encontra esta sexta-feira da sua estrela representam mais cinco milhões do que no início do ano, quando a Terra e o Sol se encontram mais perto. 

No entanto, ao contrário do que estes valores possam sugerir, a maior distância do Sol não significa menos calor, pelo contrário.

Num artigo da NASA, os cientistas explicam que quando mais longe se encontra do Sol mais o planeta aquece, uma vez que os continentes e os oceanos não estão distribuídos uniformemente pelo globo, ou seja, há mais terra do hemisfério norte e mais água no sul. Durante o mês de julho, perto do início do verão no hemisfério norte, este encontra-se inclinado em direção ao Sol, o que faz com que a temperatura média da Terra seja ligeiramente mais alta em julho.

O fenómeno oposto, que representa o ponto mais próximo entre a Terra e o Sol, denomiado perifélio, ocorre em janeiro.