Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Gordura humana vendida para fazer cosméticos

Mundo

Ainda não se sabe quantas pessoas terão sido sequestradas e depois esquartejadas para lhes ser extraída a gordura dos seus corpos, vendida depois à indústria cosmética

visao.pt

As autoridades peruanas detiveram um grupo suspeito de matar pessoas para lhes extrair a gordura corporal, que depois enviava para indústrias de cosméticos na Europa. Cada litro de gordura humana seria vendido por cerca de 10 mil euros.

Segundo o chefe da Direção de Investigação Criminal do Peru, general Felix Murga, os corpos esquartejados eram pendurados em ganchos de metal e assim ficavam até derreter a gordura.

Quatro suspeitos foram detidos, mas outros dois, de origem italiana, continuam a monte.