Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Gibraltar: Tensão sobe de tom, com Londres a ameaçar ações legais 'sem precedentes'

Mundo

  • 333

O governo britânico admite levar a cabo ações legais "sem precedentes" entre membros da União Europeia face aos controlos fronteiriços impostos por Madrid 

Foi um porta-voz de Downing Street que anunciou esta segunda-feira que Londres admite tomar medidas contra Espanha, numa resposta às notícias do fim-de-semana de que também Espanha se estará a preparar para ações legais sobre Gibraltar, ponderando mesmo levar o assunto ao Conselho de Segurança das Nações Unidas. 

"É óbvio que o primeiro-ministro [David Cameron] está muito desiludido com o facto de Espanha não ter suprimido este fim-de-semana os controlos adicionais na fronteira", afirmou o porta-voz.

Espanha justifica o aumento do controlo fronteiriço com o aumento do contrabando de tabaco. Madrid alega que os controlos são legais, proporcionados e não discriminatórios.

O conflito diplomático foi desencadeado pela criação de um recife artificial que Espanha alega pôr em causa a pesca na região. Madrid respondeu aumentando o controlo na fronteira, levando a extensas filas, e sugerindo a imposição de uma taxa de 50 euros por veículo que entre ou saia de Gibraltar pela fronteira espanhola.

Num artigo publicado esta segunda-feira no Daily Telegraph, o 'mayor' de Londres, Boris Johnson, exorta Espanha a "tirar as mãos" de Gibraltar, acusando Madrid de estar a utilizar esse território para desviar a atenção dos seus problemas económicos.

"Espero que, de uma forma ou de outra, nós consigamos em breve tirar as mãos de Espanha da garganta da nossa colónia, porque o que se está a passar é infame", escreve Boris Johnson.

O 'mayor' de Londres acusa Espanha de estar a relançar a "perseguição geral da época de Franco" e comparou as reivindicações espanholas em relação a Gibraltar às da Argentina em relação às Malvinas, alegando que ambos os países procuram desviar as atenções dos seus problemas domésticos.