Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Frigorífico salva jovem do incêndio na discoteca Kiss no Brasil

Mundo

  • 333

O frigorífico permitiu que Ingrid Goldani conseguisse escapar com vida ao incêndio na discoteca brasileira Kiss que causou 238 mortos e feriu 75 pessoas

O incêndio na discoteca Kiss, em Santa Maria, no dia 27 de janeiro, causou a morte de 238 pessoas. A tragédia ocorreu durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira e que, como tudo indica, causou o incêndio ao usar artefactos pirotécnicos no palco. A discoteca que tinha apenas uma saída, não possuía extintores a funcionar e tinha no seu interior 1300 pessoas, mais do que o número permitido.

Foram encontradas apenas nas casas de banho 180 corpos de pessoas que tentaram encontrar um refúgio do fumo mas que não conseguiram resistir. Acabaram por falecer por asfixia mecânica.

Ingrid Goldani, barman da discoteca, foi das que conseguiu escapar à morte. Utilizou o frigorífico do seu posto de trabalho para conseguir obter oxigénio antes de saltar o balcão e fugir para a rua. Os seus conhecimentos do local ajudaram igualmente à fuga.

Agora que teve alta, a estudante de enfermagem com 20 anos ainda está abalada. "Sinceramente, eu ainda não sei o que vou fazer. Estou com uma necessidade de ficar ao lado de quem sobreviveu", afirmou emocionada. Espera apenas a alta da mãe, que ficou com uma úlcera devido ao nervosismo causado pelo acontecimento, para voltar para casa em Santa Maria