Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FOTOS: Colorado enfrenta a pior época de incêndios dos últimos 10 anos

Mundo

  • 333

O Estado norte-americano do Colorado está a enfrentar a pior época de incêndios dos últimos 10 anos, continuando as autoridades a combater as chamas que já consumiram mais de 33 mil hectares e 248 casas. VEJA AS FOTOS 

Parque da Cidade
1 / 28

Parque da Cidade

Parque da Cidade
2 / 28

Parque da Cidade

Parque da Cidade
3 / 28

Parque da Cidade

Parque da Cidade
4 / 28

Parque da Cidade

Parque da Cidade
5 / 28

Parque da Cidade

Beach House
6 / 28

Beach House

Black Lips
7 / 28

Black Lips

Death Cub For Cutie
8 / 28

Death Cub For Cutie

Flaming Lips
9 / 28

Flaming Lips

Kings Of Convenience
10 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
11 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
12 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
13 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
14 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
15 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
16 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
17 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
18 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
19 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
20 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
21 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
22 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
23 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
24 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
25 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
26 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
27 / 28

Kings Of Convenience

Kings Of Convenience
28 / 28

Kings Of Convenience

Segundo as autoridades locais, nesta época de incêndios foi destruído o maior número de habitações na história do Estado do Colorado.

De acordo com os especialistas, a combinação de um clima seco e baixos níveis de humidade, as alterações climáticas e da finalidade da terra estão na base dos incêndios.

Um dos fogos ativos, que deflagrou no dia 9, já requereu a presença de mais de 1.900 bombeiros e um investimento de cerca de 30 milhões de dólares.