Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Encontrada viva mulher que passou 17 dias nos escombros do prédio no Bangladesh

Mundo

  • 333

No dia em que as autoridades elevaram para mil o número de mortos na sequência da derrocada do edifício que albergava fábricas de têxteis, as equipas de salvamento conseguiram resgatar com vida uma mulher. VEJA AS FOTOS

Chegue atrasado Por duas razões: Em primeiro lugar para evitar ter de fazer sala com aquela colega aborrecida com quem nunca trocou uma palavra e que é sempre a primeira a chegar; E em segundo, porque, assim, quando chegar, todos terão uma desculpa para interromper as conversas de circunstância: "Olha quem chegou!"
1 / 5

Chegue atrasado Por duas razões: Em primeiro lugar para evitar ter de fazer sala com aquela colega aborrecida com quem nunca trocou uma palavra e que é sempre a primeira a chegar; E em segundo, porque, assim, quando chegar, todos terão uma desculpa para interromper as conversas de circunstância: "Olha quem chegou!"

Nunca se ofereça para planear... e muito menos para limpar Os "homens a sério", garante a GQ, deixam os detalhes sujos para os outros, porque estão ocupados a ter ideias fantásticas
2 / 5

Nunca se ofereça para planear... e muito menos para limpar Os "homens a sério", garante a GQ, deixam os detalhes sujos para os outros, porque estão ocupados a ter ideias fantásticas

Leve sempre um acompanhante É a melhor desculpa para ser anti-social
3 / 5

Leve sempre um acompanhante É a melhor desculpa para ser anti-social

Guarde as substâncias ilícitas para quando o patrão estiver a falar Pode querer sair dalí quando estiver a ouvir falar do ótimo desempenho da empresa que em nada reverte para si
4 / 5

Guarde as substâncias ilícitas para quando o patrão estiver a falar Pode querer sair dalí quando estiver a ouvir falar do ótimo desempenho da empresa que em nada reverte para si

Se não houver um «depois da festa», faça com que haja Só para o caso de precisar desanuviar depois da festa oficial
5 / 5

Se não houver um «depois da festa», faça com que haja Só para o caso de precisar desanuviar depois da festa oficial

Entre uma viga e um pilar, a mulher sobreviveu 17 dias nos escombros do edifício que colapsou a 24 de abril, provocando, segundo o último balanço, mais de mil vítimas mortais. Depois de vários dias a tirar corpos dos destroços, as equipas de resgate nem queriam acreditar que Reshmi estava viva, 17 dias depois.

"Por favor, salvem-me", ouviram os bombeiros, que relaram aos jornalistas o salvamento, acrescentando que a mulher pode ter sobrevivido graças à água que os próprios bombeiros têm lançado para o edifício.

Reshmi, que foi de imediato levada ao hospital, encontra-se, segundo vários meios de comunicação do Bangladesh, em bom estado de saúde.