Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Dois dias depois da tomada de posse, a América discute um playback

Mundo

  • 333

A discussão sobre se Beyoncé cantou ao vivo o hino nacional ou se optou por usar uma versão previamente gravada, na cerimónia de tomada de posse de Barack Obama, está a fazer correr tinta nos Estados Unidos. VEJA O VÍDEO e, se achar pertinente, entre no aceso debate...

As versões são contraditórias: um porta-voz da banda dos Marines contou ao The Times que "numa decisão de última hora", Beyoncé optou por atuar com uma versão pré-gravada. No entanto, à BBC, a posição oficial dos Marines é a de que "ninguém na banda está em posição para avaliar se [a atuação] foi ao vivo ou pré-gravada".

Assumido é, no entanto, que a banda não tocou ao vivo, simulando apenas estar a fazê-lo. 

A cerimónia de tomada de posse do segundo mandato de Barack Obama foi vista por milhões de pessoas, a que se somam os muitos que já viram os vídeos da atuação da cantora na Internet, motivados pela polémica em torno do assunto.

Todas as atuações da cerimónia foram previamente gravadas, salvaguardando temperaturas demasiado baixas, falhas técnicas ou quaisquer imprevistos.