Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Dmitry Itskov, o multimilionário russo que quer ser um robô

Mundo

  • 333

O que em Robocop era apenas ficção pode estar prestes a tornar-se realidade

Projeto de multimilionário russo pretende criar cópias robóticas dos humanos. Mais de 38 mil pessoas estão envolvidas na iniciativa.

Dmitry Itskov é o jovem russo que quer ser imortal e que, para isso, desenvolveu a Iniciativa 2045. O projeto prevê a transplantação do cérebro humano, com o objetivo de criar uma cópia robótica dos indivíduos. Mas Dmitry não está sozinho: 38 mil pessoas estão envolvidas no projeto, que defende uma geração de 'neohumanos'.

O multimilionário reuniu especialistas russos em interfaces neurológicos (para a comunicação entre cérebro e computador), robótica, órgãos artificiais e sistemas informáticos. Uma equipa científica de luxo que pretende desenvolver os corpos android que serão controlados de forma remota. Além da sobrevivência cerebral destes novos seres, o projeto contempla o desenvolvimento da espiritualidade, da ética, da cultura, da ciência e da tecnologia. Isto porque, segundo o manifesto da Iniciativa 2045, "a humanidade converteu-se numa sociedade de consumo assente numa perda total dos guias conceptuais necessários para continuar a evoluir". 

A iniciativa teve início em 2011 e parece ter objetivos bem definidos. Até 2020 o programa pretende criar um avatar pessoal, através de uma cópia robótica do corpo humano que será controlada através de um sistema de conexão entre o cérebro e o computador. Nos cinco anos que se seguem, Dmitry Itskov pretende desenvolver as técnicas necessárias para transplantar o cérebro humano para o avatar (quando a vida do ser humano chegar ao fim).

Até 2035 a investigação quer criar cérebros artificiais que permitam transferir a personalidade humana diretamente para esse sistema, deixando de ser necessário um transplante cerebral. Entre 2040 e 2045, pretende-se chegar à fase final do avatar. Um holograma que seria uma cópia dos seres humanos, e que estes controlariam através do cérebro.

O objetivo final de Dmitry Itskov é o desenvolvimento de uma geração de 'neohumanos': uma evolução da raça humana que se funde com a tecnologia, e que faz com que este projeto se insira na corrente transumanista - que incentiva a utilização da ciência e da tecnologia para ultrapassar as limitações do ser humano.

Além da página do projeto, que contem todas as informações sobre a iniciativa (até um 'botão da imortalidade', para quem quiser começar a desenvolver um avatar personalizado), o multimilionário criou o site immortal.me. "Queres ser imortal? Age!" é a frase que dá o mote a um texto de boas-vindas a todos os interessados na imortalidade. Um interesse que requer cerca de 2,8 milhões de euros.