Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Diretora do museu onde quadros de Putin em lingerie foram expostos foi detida

Mundo

  • 333

AP

Tatiana Titova foi detida no passado dia 3 depois de ter exposto novamente a obra onde Vladimir Putin aparece em lingerie

A notícia foi divulgada pelo fundador do Museu do Poder em São Petersburgo, Aleksandr Donskói: "Tatiana Titova foi detida durante a madrugada depois de ter reaberto as portas do museu - que tinha sido fechado pelas forças de segurança de São Petersburgo - e pendurou novamente os quadros de Putin".

No dia 26 de agosto o museu russo em questão foi fechado pelas autoridades devido à exposição da obra de Konstantine Altounine - no qual o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o seu primeiro-ministro, Dmitri Medvedev, aparecem retrarados em lingerie.

Durante a detenção da diretora do Museu do Poder, as autoridades confiscaram - para além da obra de Altounine, designada "Travestis" - o quadro intitulado "Wrestling", onde não só Vladimir Putin, mas também Barack Obama, presidente dos EUA, aparecem sem roupas e com os órgãos genitais pintados com cores que se assemelham a mísseis.

Konstantin Altounine queixou-se das autoridades russas, alegando que "deveriam ter mais humor". Entretanto anunciou que vai pedir asilo político a França.