Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Destroços do tsunami no Japão continuam a chegar à costa do Canadá

Mundo

  • 333

Dois anos depois do tsunami que se seguiu ao forte terramoto que devastou parte da costa japonesa, dezenas de voluntários continuam a recolher os destroços da tragédia... a mais de 6 mil quilómetros de distância

Dois anos após o terremoto e o tsunami que devastaram parte da costa japonesa, dezenas de voluntários estão sendo organizados para recolher os destroços da tragédia que ainda estão chegando às praias do Canadá, a mais de 6 mil quilômetros de distância.

Os especialistas estimam que as ondas gigantes que devastaram a costa japonesa tenham arrastado para mar alto cerca de 1,5 milhões de toneladas dos mais variados destroços, que vão chegando, desde 2011, às praias da América do Norte. 

No Canadá, equipas de dezenas de voluntários continuam a recolher os detritos e a preocupação que no meio dos destroços cheguem também substâncias tóxicas levou já o Governo canadiano a criar um comité para avaliar como o país deve lidar com o problema.

"Muitas áreas industriais foram atingidas [pelo tsunami]", lembra um dos elementos desse comité, Renee Wissink, à BBC. "Estamos preocupados com a chegada de produtos químicos e contentores com material tóxico",admitiu.

Entre os vários artigos que têm dado à costa contam-se uma bolas de futebol, capacetes e até uma moto Harley Davidson com matrícula japonesa.