Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Deputado francês diz que Hitler não matou 'ciganos suficientes'

Mundo

  • 333

A justiça francesa abriu um inquérito contra o deputado Gilles Bourdouleix por defender crimes contra a humanidade, depois das suas declarações sobre a comunidade cigana

"Talvez Hitler não tenha matado ciganos suficientes", afirmou Gilles Bourdouleix, um deputado do partido de centro-direita UDI, no passado domingo durante uma visita a um acampamento onde se instalavam sem autorização, nas suas caravanas, algumas pessoas de etnia cigana.

Manuel Valls, Ministro do Interior, considera que Bourdouleix deve ser "severamente punido pela justiça", devido às suas palavras inadmissíveis. O deputado da UDI vai ser mesmo processado pelo governo francês e entidades da sociedade civil por apologismo ao crime contra a humanidade.

Gilles Bourdouleix nega as acusações, defendendo que manipularam aquilo que disse, apesar de as suas palavras terem sido captadas em vídeo.