Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Coro de críticas ao primeiro retrato de Kate Middleton

Mundo

  • 333

National Portrait Gallery

A Duquesa de Cambridge já figura na sala dedicada à família real britânia da Galeria Nacional dos Retratos. Mas a pintura, apresentada esta sexta-feira, tem recebido várias críticas, havendo mesmo quem diga que parace saída da popular saga juvenil "Crepúsculo" 

Paul Emsley  foi o artista escolhido para pintar o primeiro retrato oficial da Duquesa de Cambridge, a partir de agora em exposição na Galeria Nacional dos Retratos, em Londres. Segundo o autor, a retratata explicou que gostaria de parecer natural, o que o levou a pintá-la a sorrir.

Mas várias têm sido as opiniões no mundo da arte menos favoráveis. Para o editor do British Art Journal, Robin Simon, por exemplo, o retrato "não se parece nada com a Kate da vida real". Citado pelo Daily Mail, o crítico justifica que a duquesa de Cambridge parece muito velha do que a idade que, na realidade tem (31 anos).

"É conhecida pela sua energia juvenil, mas o retrato mostra uma Kate mais madura", critica também o jornal britânico Daily Telegraph.

A especialista em arte do The Guardian junta-se o coro de críticas: o retrato, diz, parece "saído da saga Crepúsculo". "A primeira coisa que chama a atenção no rosto de Middleton, à medida que emerge da aura sepulcral do seu primeiro retrato oficial, são os olhos mortos".

A pintura parece, no entanto, agradar a Catherine Middleton e ao marido, o príncipe William, que teceram rasgados elogios à obra.