Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Companhia chinesa prefere assistentes de bordo com filhos

Mundo

  • 333

A companhia aérea chinesa de baixo custo Spring Airlines está a contratar pessoal de bordo, dando preferência a mulheres casadas com filhos, noticia esta terça-feira oThe Wall Street Journal

A primeira companhia chinesa 'low cost' (de baixo custo), com sede em Xangai, tem tido um forte aumento na procura e está a procurar aumentar o seu pessoal de bordo. Porém, quer fazê-lo preferencialmente com mulheres casadas e com filhos -- a que a gíria das companhias aéreas chama "flight aunties" (tradução literal: "tiazinhas de voo").

A Spring Air está a procura de mulheres entre os 25 e os 45 anos, mais "maduras e fiáveis", acreditando que elas trarão ao serviço "diferentes vantagens e competências".

Este requisito pouco comum no mundo laboral tem como objetivo diversificar o perfil dos 600 assistentes de bordo que já fazem parte da companhia privada e contrasta com a predileção pela beleza e pela juventude das transportadoras chinesas estatais.

A profissão de assistente de bordo é muito procurada na China e os concursos das companhias aéreas atraem milhares de candidatos, maioritariamente jovens mulheres.

A Spring Air baseia a decisão de alargar o limite de idade para as assistentes de bordo dos 35 para os 45 anos nos resultados de um inquérito realizado pelo portal chinês Weibo, que concluiu que 72 por cento dos utilizadores de internet preferem ser servidos por assistentes de bordo experientes.