Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Como os chineses ganham dinheiro a vender um serviço gratuito

Mundo

  • 333

Reuters

Confuso? O esquema é simples: Há quem esteja a reservar todas as horas disponíveis do serviço de apoio técnico gratuito nas lojas da Apple para depois vender as marcações aos clientes 

O esquema é denunciado pelo  jornal de Pequim Morning News. Um dos seus repórteres, Wang Bin, precisava de assistência técnica para o seu iPhone 4S, mas não havia nenhuma vaga disponível na loja da Apple. No entanto, ao navegar na Internet no Taobao Marketplace, uma espécie de eBay (o popular site de leilões) chinês, que permite aos utilizadores venderem produtos e serviços, encontrou várias vagas de atendimento nos Genius Bar por valores entre os 75 cêntimos e os quase cinco euros.

Mergulhando nessa rede de venda ilegal de um serviço que a Apple disponibiliza gratuitamente, o jornalista decidiu adquirir uma reserva. Foram-lhe oferecidas duas lojas e dois horários diferentes à escolha. Confirmada a transação, recebeu uma mensagem com a informação necessária para aceder à marcação através do site da empresa e assim alterar o nome da reserva.