Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

China cria novos postos para abandono de bebés

Mundo

A abertura de 25 postos que permitem aos pais abandonarem com segurança os filhos indesejados tem sofrido duras críticas 

O governo chinês anunciou a abertura de 25 novos postos que permitem aos pais abandonarem com segurança os filhos indesejados.

Segundo a BBC, que cita a agência de notícias estatal Xinhua, as críticas a esta medida são inúmeras, uma vez que estes postos são vistos como uma forma de encorajar o abandono de recém-nascidos, uma vez que garante o anonimato.

No passado, a política de filho único foi considerada culpada pelo alto número de meninas abandonadas pelos pais, pois dava-se preferência aos filhos do sexo masculino. No entanto, segundo as autoridades, os bebés que são abandonados são tanto do sexo masculino quanto feminino.

Estes novos locais incluem uma incubadora e um sistema de alarme criados para aumentar as hipóteses de sobrevivência dos bebés. Os pais devem então colocar o bebé na incubadora e pressionar o botão de alarme. Dez minutos depois, chega um funcionário para recolher o bebé.

Um dos postos criado em Guangzhou recebeu, só nas primeiras duas semanas de funcionamento, 79 bebés.