Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alegada ex-namorada de Kim Jon-un executada em público

Mundo

  • 333

Hyon Son-wol, uma cantora que foi vista várias vezes ao lado do líder norte-coreano, terá sido detida e depois executada por alegadamente gravar e vender material pornográfico. VEJA O VÍDEO

Um vídeo protagonizado por Hyon Son-wol, quando fazia parte do grupo Pochonbo Electronic Ensemble

Segundo o Chosun Ilbo, jornal sul-coreano de maior tiragem, que cita fontes chinesas, a cantora foi detida no passado dia 17 de agosto. Três dias depois, era executada em público, juntamente com outras 11 pessoas, todos músicos ou bailarinos acusados de gravar e vender vídeos pronográficos e de, garante uma fonte citada pelo jornal, possuirem muitas bíblias, o que lhes valeu serem considerados dissidentes políticos.

A cantora tinha sido vista várias vezes junto a Kim Jong-un, há 10 anos, quando terão tido uma relação nunca confirmada oficialmente e rejeitada pelo pai e antecessor do atual líder da Coreia do norte, King Jong-il. Hyon Son-wol acabou por casar com um soldado, enquanto Kim Jong-un casou-se com outra cantora, Ri Sol-ju.

Mais recentemente, em 2012, os dois foram vistos juntos em público, com a imprensa a especular novamente sobre "a mulher misteriosa".