Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

A 'família milagre' da tragédia em Espanha

Mundo

  • 333

Reprodução El Mundo

Os números são impressionantes: 79 mortos; mais de uma centena de feridos, 30 dos quais em estado grave. A família de Yésina Medina e Daniel Castro tinha tudo para engrossar um daqueles grupos, uma vez que viajava na segunda carruagem do comboio que descarrilou. Mas sobreviveu

Yésica Medina, o marido Daniel Castro, e os dois filhos, Carlos, de sete anos, e Teresa, com apenas um mês e meio, regressam a Ferrol depois de uma visita ao parque Warner, nos arredores de Madrid. Seguiam todos juntos na carruagem número dois e faltava-lhes apenas uma estação para chegarem a casa quando o comboio descarrilou a toda a velocidade.

Mas ao contrário do que seria provável, os quatro sairam com vida do acidente e sem lesões graves. Nem mesmo a pequena Teresa, que viajava ao colo da mãe, sofreu mais que umas pequenas escoriações.

Ao jornal espanhol El Mundo, a família recorda que o comboio circulava a muita velocidade quando a carruagem em que seguiam descarrilou e "rodou pelo menos duas vezes no ar". Ao tocar no solo, incendiou-se. Daniel viu uma saída e tirou primeiro o filho mais velho. Voltou para resgatar a bebé, que deixou nos braços do irmão e em seguida salvou a mulher.

Yésica tem uma entorse e dores nas costas. Daniel tem um golpe num olho e várias nódoas negras. Carlos cortou-se numa mão, enquanto Teresa tem apenas uns pequenos golpes.