Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Apenas 20 empresas são responsáveis por um terço de todas as emissões de carbono

Mundo

David McNew/Getty

As empresas de combustíveis fósseis emitiram 35% de todas os gases com efeito de estufa da era moderna

Saudi Aramco. A companhia petrolífera da Arábia Saudita é a empresa que mais emissões de gases com efeito de estufa enviou para a atmosfera entre 1965 e 2017.

A Climate Accountability Institute, dos EUA, publicou esta quarta-feira o relatório das 20 empresas mais poluidoras e as conclusões são assustadoras, de acordo com os dados revelados pelo The Guardian.

Estas 20 companhias, todas de combustíveis fósseis (petróleo, gás e carvão), foram responsáveis por 35% das emissões de dióxido de carbono e metano em 52 anos. A contabilidade é esta: 480 mil milhões de toneladas de equivalente em dióxido de carbono (CO2eq) - medida que converte as quantidades dos gases com efeito de estufa no valor equivalente em dióxido de carbono – lançadas para a atmosfera.

Doze destas 20 são empresas são estatais e responsáveis por 20% do total de emissões.

Um dos cientistas mais conhecedores em matéria de alterações climáticas, Micheal Mann, refere que esta descoberta faz alguma luz sobre o papel que as petrolíferas têm no mundo e pediu que os políticos tomem medidas urgentes sobre este assunto nas próximas reuniões sobre o clima que decorrerão em dezembro, no Chile.

“A grande tragédia do clima é que 7,5 mil milhões de pessoas vão pagar um preço por isto – na forma de degradação do planeta – para que duas dezenas de empresas possam continuar a ter lucros recorde. É uma grande falha moral do nosso sistema político que permitiu que isso acontecesse”, diz ao The Guardian.

Os autores da análise escolheram como ponto de partida o ano de 1965 porque estudos recentes revelaram que, em meados da década de 1960 o impacto climático dos combustíveis fósseis já era conhecido dos líderes das empresas e dos políticos.

Lista das 20 empresas que emitiram 35% dos gases com efeito de estufa para a atmosfera entre 1965 e 2017 (valores em mil milhões de toneladas de equivalente em dióxido de carbono – CO2eq

1. Saudi Aramco (Arábia Saudita, estatal) 59,26

2. Chevron (EUA) 43,35

3. Gazprom (Rússia, estatal) 43,23

4. ExxonMobil (EUA) 41,90

5. National Iranian Oil Co (Irão, estatal) 35,66

6. BP (Reino Unido) 34,02

7. Royal Dutch Shell (Holanda) 31,95

8. Coal India (Índia, estatal) 23,12

9. Pemex (México, estatal) 22,65

10. Petróleos de Venezuela (Venezuela, estatal) 15,75

11. PetroChina (China, estatal) 15,63

12. Peabody Energy (EUA) 15,39

13. ConocoPhillips (EUA) 15,23

14. Abu Dhabi National Oil Co (Emirados Árabes Unidos, estatal) 13,84

15. Kuwait Petroleum Corp (Koweit, estatal) 13,48

16. Iraq National Oil Co (Iraque, estatal) 12,60

17. Total SA (França) 12,35

18. Sonatrach (Argélia, estatal) 12,30

19. BHP Billiton (Austrália) 9,80

20. Petrobras (Brasil, estatal) 8,68

Total: 480 168