Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal tem o quinto passaporte mais poderoso do mundo

Mundo

D.R.

Relatório global põe os passaportes do Japão e Singapura como os mais valiosos. Dão entrada direta, sem visto prévio, a 190 países

O passaporte português serve de porta de entrada para 185 países sem que seja necessário um visto antecipado.

O número de acessos põe-nos no quinto lugar, ex-aequo com a Áustria e Holanda, de acordo com a lista agora divulgada pela Henley & Partners, empresa que faz consultoria nas áreas de cidadania e residência a nível mundial e que quantifica periodicamente o número de países a que cada um dos documentos nacionais dá acesso.

Portugal mantém a mesma posição em que estava desde o último relatório divulgado, mas em 2008 e 2009 ocupou o segundo lugar.

Neste momento, quem tiver passaporte português precisa de visto antecipado para 41 países, como Angola, Cuba, Índia, Rússia, Arábia Saudita ou Azerbaijão.

O Japão e Singapura estão no topo da lista com 190 países que possibilitam a entrada de cidadãos com estes passaportes. A Coreia do Sul, a Finlândia e a Alemanha, com 188 acessos sem visto antecipado, ocupam a segunda posição. Seguem-se Dinamarca, Itália e Luxemburgo com 187. Em quarto lugar, e ainda antes de Portugal, estão França, Espanha e Suécia com 186 países que dão entrada a pessoas com documentos destes países.

Há cinco anos, os EUA e o Reino Unido encimavam esta lista, mas estão agora em sexto lugar, a posição mais baixa desde 2010.

A maior subida é a dos Emirados Árabes Unidos, que galgou cinco lugares e está em 15º.

Em último lugar está o Afeganistão, cujo passaporte apenas dá para entrar em 25 países. Com o documento iraquiano pode aceder-se diretamente a 27 e com o da Síria a 29.

ASSINE POR UM ANO A VISÃO, VISÃO JÚNIOR, JL, EXAME OU EXAME INFORMÁTICA E OFERECEMOS-LHE 6 MESES GRÁTIS, NA VERSÃO IMPRESSA E/OU DIGITAL. Saiba mais aqui.