Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Numeração árabe? Não... os americanos acham que isso não se deve aprender na escola

Mundo

Marco Guidi / EyeEm/ Getty Images

Mais de metade dos americanos inquiridos numa sondagem levada a cabo por uma empresa de estudos de mercado considera que a numeração árabe não deve fazer parte dos currículos das escolas dos EUA. Sim, são mesmo os "nossos" 1, 2, 3, 4...

O sistema de numeração árabe é o sistema de numeração standard do mundo - foi inicialmente desenvolvido na Índia antes de se alastrar ao mundo árabe e à Europa - mas a sua designação deixou desconfiada a maioria dos 3.624 inquiridos na sondagem "As escolas na América deviam ensinar os números árabes como parte do seu currículo" levada a cabo pela empresa de estudos de mercado americana Civic Science que... não explicava o significado de "numeração árabe". E sim, a ideia era mesmo explorar o preconceito em relação à palavra "árabe".

Vamos, então, às respostas: 56% das pessoas (2020) que responderam consideram que não, que tal coisa não deve ser ensinada às crianças. A percentagem aumenta quanto se tem em conta apenas os indivíduos republicanos - 72 por cento, contra 40% dos democratas.

Do total de inquiridos, 29% concordam que estes números devem ser ensinados nas escolas dos EUA e 15% não têm opinião.

Estes resultados representam "o testemunho mais triste e engraçado da intolerância americana que alguma vez vimos nos nossos dados", resume John Dick, responsável executivo da Civic Science.

Outra sondagem da mesma empresa, de 2015, concluiu que 30% dos republicanos apoiavam um bombardeamento a Agrabah, a cidade ficcional que serve de cenário a Aladino....

ASSINE POR UM ANO A VISÃO, VISÃO JÚNIOR, JL, EXAME OU EXAME INFORMÁTICA E OFERECEMOS-LHE 6 MESES GRÁTIS, NA VERSÃO IMPRESSA E/OU DIGITAL. Saiba mais aqui.