Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Novo drama dos EUA: menino de quatro anos dispara sobre a própria cabeça

Mundo

O acidente aconteceu há três semanas, na casa de um amigo da família que nem podia ter uma arma graças aos seus antecedentes criminais. O menino encontrou a arma carregada e pronta a disparar

Durante uma semana, Na'vaun Jackson esteve em coma induzido e à família não restou mais nada a fazer do que esperar para ver como reagiria quando a medicação fosse retirada. Até que, finalmente, o menino abriu os olhos. No dia 3 de abril, o avô, Ramon Price, anunciava no Facebook que o neto já mexia as mãos e as pernas, bocejava e tossia. "Uma reviravolta milagrosa", escreveu.

Desde então, o seu estado é considerado "estável" e já saiu dos cuidados intensivos. Mas o tempo não é de celebrações: há danos cerebrais permanentes e irreversíveis.

Na'vaun Jackson encontrou uma arma de fogo debaixo da almofada de um amigo da família, na sua casa, em Oakland, na Califórnia, e, acidentalmente, atingiu-se na cabeça.

Quando ficou internado na unidade de cuidados intensivos do hospital mas próximo, a família acreditou que estava prestes a perder o quinto elemento pela mesma razão - quatro tios do menino, de 21, 18, 17 e 16 anos foram mortos a tiro

Terrence Wilson, o amigo de Oakland, já foi acusado pela posse de arma (não podia tê-la porque tinha antecedentes criminais) e por pôr uma criança em risco.

ASSINE AQUI A VISÃO E RECEBA UM SACO DE OFERTA