Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fisher-Price retira berço do mercado depois de relatório que implica o produto na morte de 30 bebés, nos EUA

Mundo

A empresa de puericultura pediu aos clientes que devolvam os berços, apesar de garantir que as mortes de bebés se devem a uso indevido. O produto não consta do catálogo português, mas está à venda no site de usados OLX

De acordo com um relatório da Comissão Americana de Segurança de Produtos de Consumo, pelo menos 30 bebés morreram em acidentes com o berço Rock'n Play, lançado em 2009. A Fisher-Price, uma das maiores empresas de puericultura do mundo, anunciou a retirada imediata deste modelo do mercado e apelou aos quase cinco milhões de clientes que compraram a cama que a devolvam.

A Fisher-Price assegura, ainda assim, que as mortes se deveram a uso indevido dos berços. "Apesar de mantermos a confiança na segurança de todos os nossos produtos, dados os incidentes em que o produto foi usado de forma contrária aos avisos de segurança e às instruções, decidimos em conjunto com a Comissão de Segurança de Produtos de Consumo que esta recolha voluntária era o melhor caminho", disse Chuck Scothon, o diretor-geral da Fisher-Price, num vídeo divulgado pela empresa.

No início da semana, a Associação Americana de Pediatria já havia apelado à devolução do berço, apelidando-o de "mortal". "Quando os pais compram um produto para os seus bebés ou crianças, partem do princípio que deve ser seguro. Tragicamente, não é este o caso", disse em comunicado o presidente da Associação, Kyle Yasuda.

A VISÃO procurou este modelo de berço no catálogo da Fisher-Price e nos sites que vendem produtos da empresa, mas aparentemente não está disponível em Portugal. Há, no entanto, pelo menos um anúncio no OLX que vende o berço "novo, ainda em caixa", por 125 euros. A Amazon, por seu lado, já retirou todas as páginas com o berço do seu site.

ASSINE AQUI A VISÃO E RECEBA UM SACO DE OFERTA