Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Homem sobreviveu durante horas à deriva no Pacífico graças às suas calças de ganga

Mundo

O alemão Arne Murke navegava, com o irmão, na costa da Nova Zelândia com o objetivo de entregar o iate no Brasil

Arne Murke viajava, na última quarta-feira, com o seu irmão num iate, ao largo da costa da Nova Zelândia, para fazer chegar a embarcação da cidade de Auckland até ao Brasil.

Devido às condições meteorológicas adversas, a corda de vela principal, que estava solta, fez a vela desprender-se e o alemão de 30 anos caiu do barco de 12 metros, a cerca de 28 km de Tolaga Bay. O irmão apressou-lhe a atirar-lhe o colete salva-vidas, mas as ondas de três metros impediram-no de o agarrar. Foi encontrado são e salvo pelas equipas de resgate quase quatro horas depois do acidente e em declarações ao The New Zealand Herald, Arne Murke não mostra dúvidas de que foram os jeans que usava que lhe salvaram a vida. "O meu irmão lançou um colete salva-vidas ao mar, mas não consegui alcançá-lo, já estava muito longe. Depois, acho que o motor explodiu", conta o alemão. "Felizmente, eu sabia o truque dos jeans", explica.

Realizando uma técnica utilizada pelas Forças de Operações Especiais da Marinha dos Estados Unidos, Arne Murke transformou as calças num colete salva-vidas improvisado, o que ajudou a manter-se a flutuar. "Tirei as minhas calças, dei um nó no final de cada uma das pernas e enchi-as de ar. Tirei-as de dentro de água, para que ficassem com ar lá dentro, e depois empurrei-as para debaixo de água. Tinha, basicamente, um colete salva-vidas improvisado", explicou.

O alemão foi encontrado pelo helicóptero de resgate Hawke's Bay Rescue Helicopter, que estava a fazer buscas em conjunto com a Guarda Costeira da Nova Zelândia e a Força Aérea da Nova Zelândia.

Arne Murke contou que pretendia, com este trabalho até ao Brasil, arrecadar dinheiro para a sua filha de 10 meses, que vive nas Filipinas com a namorada do alemão.

ASSINE AQUI A VISÃO E RECEBA UM SACO DE OFERTA