Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"100 anos de solidão" de Gabriel García Márquez vai ser transformado em série

Mundo

Ulf Andersen/ Getty Images

A Netflix comprou os direitos da obra, que será, pela primeira vez, adaptada para o ecrã

O romance Cem Anos de Solidão, do colombiano Gabriel García Márquez, vai poder ser visto, em breve, na Netflix. O serviço de streaming comprou os direitos da obra, que será, pela primeira vez, adaptada para a televisão.

Originalmente publicado em 1967, o livro vendeu, até agora, mais de 50 milhões de cópias e é considerado um dos mais importantes da literatura latino-americana. A Netflix promete, agora, criar uma narrativa mágica, que tenha um grande significado para a Colômbia e toda a América Latina, sem perder o interesse universal.

Até ao momento da sua morte, o autor tinha-se recusado a vender os direitos de adaptação de Cem Anos de Solidão porque achava que nenhum filme ou série fariam jus à qualidade da obra.

Também a família recusou, até agora, várias propostas de adaptações, mas o formato pretendido pela Netflix (por episódios) convenceu os herdeiros. A série vai ser produzida em espanhol e na Colômbia, com produção executiva de Rodrigo Garcia e Gonzalo García Barcha, filhos de Gabriel García Márquez.

"O serviço da Netflix foi dos primeiros a provar que as pessoas estavam mais do que dispostas a ver séries produzidas em línguas estrangeiras com legendas. Tudo o que era um problema parece ter desaparecido”, explicou Rodrigo Garcia ao New York Times.

O autor foi Prémio Nobel da Literatura em 1982. Morreu em 2014, aos 87 anos, e, nessa altura, o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, declarou três dias de luto nacional.

ASSINE AQUI A VISÃO E RECEBA UM SACO DE OFERTA