Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trump aconselha Espanha a construir muro no deserto do Sahara

Mundo

Deserto do Sahara

DEA / V. GIANNELLA/Getty

Para conter a entrada de migrantes vindos de África para a União Europeia, o presidente dos EUA diz que a melhor solução é construir um muro

Donald Trump tem, definitivamente, queda para muros. Depois de prometer construir um “beautiful wall” (lindo muro) na fronteira entre os EUA e o México, como forma de impedir os mexicanos de entrarem ilegalmente no país, agora aconselhou os espanhóis a fazer o mesmo no deserto do Sahara. Exatamente, no deserto.

O presidente americano disse ao ministro dos negócios estrangeiros espanhol Jospep Borrel que se o muro funciona para os EUA, também funciona na Europa.

A razão é a mesma: entrada de imigrantes.

Não se sabe quando Trump aconselhou o ministro, mas terá sido em junho, quando o titular da pasta das relações exteriores se deslocou aos EUA.

A conversa terá enveredado pelo facto de Espanha se ter tornado uma porta de entrada para os migrantes que seguem a “rota do Mediterrâneo Ocidental” para a Europa a partir do norte de África, sendo grande parte destes refugiados de países subsarianos.

Borrel revelou esta conversa ontem, em Madrid, e fez questão de dizer, segundo o jornal El Pais, que discorda desta solução e que fez ver isso a Trump, mas não deixou de acrescentar que são precisas políticas para lidar com a situação de entrada dos migrantes.

Depois do ministro do interior italiano Mateo Salvini ter recusado a entrada de barcos com migrantes, Espanha tem sido mais procurada.

Dos 12 500 refugiados que entraram na União Europeia em agosto cerca de 6 500, a maioria vindos de Marrocos, Mali e Guiné, foram para Espanha, fazendo deste o principal porto de entrada pelo segundo mês consecutivo.