Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Canadá: "Chuva" castanha e mal cheirosa atinge condutores e pode mesmo ser o que parece

Mundo

E se, de repente, de um céu sem nuvens cair uma espécie de chuva castanha, isso é... Ainda não se sabe a conclusão da investigação em curso mas suspeita-se que possa mesmo tratar-se de fezes humanas, caídas de um avião

Reprodução CBC

"Fomos inundados com cocó". Sue Allan, uma das "vítimas", não poupou nas palavras para descrever ao programa "As It Happens" da rádio CBC, do Canadá, o insólito incidente que ocorreu no mês passado, na cidade de Kelowna, Columbia Britânica.

Allan conta que estava dentro do seu carro, parada num sinal vermelho, com dois familiares, com o teto de abrir recolhido, quando começaram a cair pingos do céu, atingindo-lhes "o rosto, o carro, o limpa para-brisas". Primeiro parecia-lhes lama, mas o cheiro não deixava grande margem para dúvidas.

No carro do lado, o condutor apontava para uma possível explicação: um avião que voava a baixa altitude, preparando-se para aterrar. "Foi aí que percebi que um avião que passava tinha largado cocó em cima de nós", recorda Allan, acrescentando que tinha fezes "nos olhos e no cabelo", o que, de resto, a deixou com uma infeção ocular, segundo o seu médico.

Ao britânico The Guardian, a protagonista do episódio conta ainda que, nesse dia, teve muita dificuldade em adormecer.

A autoridade que regula a aviação no Canadá já está a investigar o incidente e declara que "leva muito a sério todos os relatos de possíveis detritos com origem em aviões".

Segundo o cientista ambiental Robert Young, em declarações ao Kelowna Capital News, o incidente pode ter sido causado por uma fuga no sistema de canalização do avião, que teria congelado sob a fuselagem. À medida que o aparelho perdia altitute, essa fuga "teria facilmente descongelado e tornado-se líquida enquanto caía".