Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Descoberta mais uma "casa dos horrores" na Califórnia, onde 10 crianças viviam em condições degradantes

Mundo

FREDERIC J. BROWN/ Getty Images

A polícia encontrou 10 menores a viver entre fezes e lixo numa casa no norte da Califórnia

A investigação começou no final de março quando as autoridades encontraram um rapaz de 12 de anos, que tinha sido dado como desaparecido, a dormir no jardim de uma casa perto da sua.

Quando o entregaram à família, conta a polícia em comunicado, encontraram mais nove crianças, com idades entre os quatro meses e os 11 anos a viverem em condições horríveis de insegurança e insalubridade. Os 10 menos foram retirados da casa pelos serviços sociais e entregues, depois, aos cuidados de outros familiares.

Ina Rogers, a mãe das crianças, de 30 anos, foi detida no dia 31 de março e, dias depois, foi a vez do pai da maioria delas, Jonathan Allen, de 29. O casal é acusado de tortura e do crime de abuso de crianças.

No comunicado divulgado na segunda-feira, as autoridades dizem ainda que os vizinhos não sabiam que havia 10 menores a viver naquela residência, onde foram encontradas fezes humanas e de animais, urina, lixo e comida apodrecida espalhada pelo chão. Além destas condições, as crianças ainda eram submetidas a abusos físicos e emocionais, como relataram as oito mais velhas às autoridades. Nenhuma frequentava a escola.

Segundo a Associated Press, Ina Rogers disse segunda-feira aos jornalistas que tanto ela como o marido queriam uma família numerosa e que se sente julgada por ter 30 anos, tantos filhos e ensiná-los a todos em casa. A mãe explica ainda todas as crianças dormiam num só quarto porque são todas próximas umas das outras e que a casa só estava naquelas condições quando a polícia chegou porque ela tinha revirado tudo para tentar encontrar o filho de 12 anos.