Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Quem é Tammie Jo Shults, a mulher que salvou o Boeing 737-700

Mundo

Reuters

Viu um dos dois motores do avião que pilotava deixar de funcionar em pleno voo, mas não perdeu a calma e conseguiu aterrar em Filadélfia em segurança. Conheça a história da mulher que foi uma das primeiras a ser piloto na Marinha Americana

Divulgado áudio do diálogo entre piloto e torre de controlo

Passageiros relatam que vítima chegou a ter metade do corpo fora do avião

Na passada terça-feira, um avião da Southwest Airlines aterrou de emergência no Aeroporto Internacional de Filadélfia. Tinha partido de Nova York e o destino final era Dallas, mas teve de fazer um desvio quando um dos seus motores explodiu. Uma janela partiu e quase sugou uma passageira para fora do avião.

O pânico estava instalado, mas no cockpit, Shults mantinha a calma. Avisou o controlo aéreo que tinha uma falha num dos motores, que tinham de aterrar e que provavelmente iriam precisar de assistência médica. Depois, durante cerca de 40 minutos, fez tudo para aterrar em segurança. E conseguiu.

Mas quem é afinal Tammie Jo Shults? Segundo declarações da marinha americana, “a tenente-comandante Shults estava entre a primeira equipa de mulheres piloto a fazer a transição para aeronaves táticas”, numa época em que as mulheres eram excluídas das missões de combate. Desde cedo que queria voar, e a primeira tentativa foi na escola, no conhecido americano “Dia da Carreira”, onde lhe disseram que não aceitavam raparigas.

No entanto, a sua persistência não a deixou desistir. Estudou medicina no Kansas e juntou-se à Força Aérea. Mas foi na Marinha que fez o teste para se tornar piloto. Apesar de alguns problemas com os limites impostos às mulheres nas Forças Armadas, acabou por, em 1994, alcançar o posto de tenente-comandante. Na Guerra do Golfo, fez parte do primeiro esquadrão a ser liderado por uma mulher.

A calma com que lidou com a situação está a correr o mundo. Nas redes sociais, alguns passageiros que sobreviveram ao desastre, sentiram necessidade de lhe agradecer.