Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jovem que fugiu da "casa dos horrores" tinha contas secretas no YouTube e no Instagram

Mundo

Muitos dos vídeos mostram a adolescente a cantar mas outros permitem ver as condições degradantes em que era obrigada a viver, juntamente com os seus 12 irmãos

A jovem de 17 anos que conseguiu escapar da casa onde os 13 irmãos viviam em condições degradantes e alertar a polícia para o que se passava tinha contas com nomes falsos no YouTube e no Instagram.

Vários dos vídeos, que foram divulgados no Good Morning America, mostram a adolescente a cantar mas outros permitem perceber a sujidade e desarrumação da "casa dos horrores", como ficou conhecida desde que o caso se tornou público, em meados de janeiro. O mais recente foi partilhado uma semana antes da fuga.

Também se vê a rapariga a brincar com os dois cães, que, segundo as autoridades, recebiam melhor tratamento do que as crianças.

A ABC adianta ainda que a jovem tinha também uma conta no Instagram, com outro nome falso, onde partilhava selfies, fotos de animais e do cantor Justin Bieber.

Os irmãos, com idades entre os dois e os 29 anos, foram encontrados sujos e esfomeado,s a 14 de janeiro, na casa de Perris, a duas horas de Los Angeles, EUA.

A adolescente, que estava "um pouco magra" e parecia ter dez anos, de acordo com o comunicado da polícia, "afirmou que os 12 irmãos e irmãs tinham sido presos no interior da residência pelos pais, e precisou que alguns deles estavam acorrentados".

Inicialmente, a polícia pensou que as 12 pessoas encontradas "subnutridas e muito sujas" eram todos menores de idade, mas percebeu que sete eram já adultos, com idades entre os 18 e os 29 anos.

Os pais, David e Louise Turpin, de 57 e 49 anos, respetivamente, estão a aguardar na prisão o dia da próxima sessão do julgamento, marcada para 23 de março, acusados de mais de 40 crimes, incluindo tortura e abuso de menores. O casal arrisca-se a uma pena de prisão perpétua.