Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais de 100 raparigas desaparecidas depois de ataque do Boko Haram a uma escola na Nigéria

Mundo

AMINU ABUBAKAR/ Getty Images

Ainda são escassas e imprecisas as informações sobre o ataque da semana passada, mas o Governo confirma que das mais de 900 alunas 110 continuam desaparecidas

Depois de algumas divergências nos números, o ministro nigeriano da Informação, Lai Mohammed, confirmou este domingo que 110 alunas continuam desaparecidas depois do ataque do Boko Haram a uma escola em Dapchi, no estado de Yobe.

No dia do ataque, há uma semana, na segunda-feira, tinham ido à escola 906 raparigas

Há relatos de testemunhas que indicam os elementos do grupo extremista islâmico fizeram perguntas sobre a localização da escola e outros que dizem mesmo que viram as jovens ser levadas com armas apontadas à cabeça.

Familiares ouvidos pelas agências de notícias internacionais explicam temer que as jovens tenham sido levadas para se tornarem noivas dos elementos do Boko Haram.

A confirmar-se, este sequestro é um dos maiores desde Chibok, em 2014, quando os jihadistas raptaram 276 raparigas.