Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rajoy pôs em marcha a "bomba atómica"

Mundo

GettyImages

Governo espanhol pede a Puigdemont para clarificar se declarou a independência da Catalunha. Procedimento indispensável para a aplicação do artigo 155, que visa suspender a autonomia catalã

O chefe do Governo de Espanha, Mariano Rajoy, pediu hoje ao presidente do governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont, para clarificar se declarou a independência.

Rajoy, que falava após o Conselho de Ministros, voltou a ameaçar desencadear o processo de suspensão da autonomia, acionando o artigo 155 da Constituição, que permite suspender os poderes das comunidades autónomas. Eis o que diz este artigo:

"Se uma Comunidade Autónoma não cumprir as obrigações da Constituição ou outras leis que se imponham, ou actuar de forma que ameace gravemente o interesse geral de Espanha, o Governo, depois de ter enviado um requerimento ao Presidente da Comunidade Autónoma e, no caso de este não ser atendido, com a aprovação por maioria absoluta no Senado, poderá adoptar as medidas necessárias para obrigar esta ao cumprimento forçado das ditas obrigações ou para a protecção do mencionado interesse geral. Para a execução das medidas previstas na frase anterior, o Governo poderá dar instruções a tidas as autoridades das Comunidades Autónomas."

Na terça-feira ao fim da tarde, Puigdemont disse que assumia "o mandato do povo" para que a Catalunha seja um "Estado independente", mas propôs esperar "algumas semanas" para facilitar um diálogo com Madrid.