Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Furacão Irma já mata na Flórida

Mundo

Carlo Allegri / Reuters

Furacão Irma já provocou pelo menos três mortes desde que chegou ao estado da Florida

O furacão Irma, que hoje atingiu em força o extremo sul da Florida com ventos de 215 quilómetros/hora, já causou pelo menos três mortes naquela região dos Estados Unidos, informaram meios de comunicação locais.

Segundo esses meios de comunicação, uma das mortes foi a de um homem que terá perdido o controlo do camião que conduzia devido à intensidade do vento, na localidade Monroe, acabando por se despistar.

Citado pela agência de notícias espanhola Efe, o presidente do município de Monroe, Rick Ramsay, indicou que as autoridades apenas retiraram o corpo quando viram que podiam "sair e removê-lo de forma segura", ou seja, quando os ventos acalmaram.

As outras duas mortes registaram-se na localidade de Hardee, no interior da Florida, e terão ocorrido na sequência de um choque frontal de automóvel provocado pelas fortes chuvas associadas ao furacão.

As autoridades locais solicitaram que a população evitasse deslocar-se de automóvel, fazendo-o apenas quando fosse estritamente necessário.

O Irma, que recuperou a categoria 4 numa escala de 5, desloca-se lentamente para a costa oeste da Florida continental a 15 quilómetros por hora.

O furacão Irma, o mais poderoso registado no Atlântico, fez até agora pelo menos 25 mortos à passagem pelas Caraíbas.

Tinha depois reduzido de intensidade, descendo para a categoria 3, mas voltou à categoria 4 (numa escala de 5) ao aproximar-se da Florida.

1 / 6

Reuters

2 / 6

Carlo Allegri / Reuters

3 / 6

Carlo Allegri

4 / 6

Carlos Barria

5 / 6

6 / 6