Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

As numerosas gaffes do Duque de Edimburgo

Mundo

  • 333

POOL New / Reuters

O marido da Rainha Isabel II de Inglaterra tem uma lista considerável de gaffes memoráveis. Prestes a retirar-se da vida pública, aos 95 anos, é altura de recordar algumas

Ao longo dos anos, o príncipe Filipe foi construindo a reputação de um dos membros da família real britânica mais dado às gaffes. Aqui ficam algumas das mais memoráveis:

- No ano de 1965, ao assistir a uma exibição de arte primitiva da Etiópia, ele murmurou: "Isto é o tipo de coisas que a minha filha traria das suas aulas de arte"

- Um ano depois, o Duque proclamou: "As mulheres britânicas não sabem cozinhar."

- Questionado sobre uma possível visita à União Soviética, em 1967: "Eu quero muito ir à Rússia, embora esses desgraçados tenham assassinado metade da minha família."

- Durante a recessão de 1981: "Toda a gente dizia que precisamos mais de lazer. Agora queixam-se que estão desempregados."

- Quando aceitou, em 1984, uma estatueta das mãos de uma senhora, duante uma visita ao Quénia, perguntou: "Você é uma mulher, certo?"

- Numa reunião da World Wildlife Fund (WWF), em 1986: "Se tem quatro pernas e não é uma cadeira, se tem duas asas e voa e não é um avião e se nada e não é um submarino, os Cantoneses vão comer isso."

- Numa visita oficial à China, disse a um grupo de estudantes britânicos que moravam na cidade de Xian: "Se ficarem aqui por muito mais tempo, acabarão por ficar com os olhos em bico."

- Os seus pensamentos sobre Pequim: "Medonho."

- No ano de 1995, perguntou a um instrutor de condução escocês, na localidade de Oban: "Como é que consegue manter por tempo suficiente os nativos longe das bebidas alcoólicas para passarem no teste?"

- Papua-Nova Guiné, 1998: O Duque perguntou a um estudante britânico que tinha acabado de fazer um percurso a pé: "Conseguiu não ser comido?"

- Em 1999, Cardiff, capital do País de Gales, disse a uma criança surda, da associação British Deaf Association, que se encontrava perante uma banda das Caraíbas: "Se estás tão perto dessa música é porque és sem dúvida surda."

- "Tragam-me uma cerveja. Não me interessa de que tipo, mas tragam-me uma cerveja", pediu, enquanto lhe era oferecido um dos melhores vinhos italinos pelo primeiro-ministro Giuliano Amato, num jantar, em Roma, em 2000.

- Sobre uma atuação de Elton John, em 2001: "Quem me dera que desligasse o microfone!"

- Perguntou a um grupo de nativos australianos durante uma visita à Austrália, em 2002: "Vocês ainda atiram lanças uns contra os outros?"

- Em 2002: "O problema de Londres são os turistas. Eles provocam congestionamentos. Se pudessemos ao menos parar o turismo, podíamos acabar com os congestionamentos"

- No mesmo ano, para um dos residentes num lar de idosos, em cadeira de rodas: "As pessoas não tropeçam em si?"

- Em 2009, perguntou a um grupo de dança, chamado Diversity, no evento anual, Royal Variety Performance: "Vocês são todos uma família?"

- Dirigindo a um adolescente de 13 anos, que queria ser astronauta , durante uma visita a um vaivém espacial: "És demasiado gordo para ser um astronauta"