Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Turbulência "severa" deixa vários passageiros feridos e a precisar de cirurgia

Mundo

Reuters TV

Artigo e vídeo impróprios para quem tem medo de voar

Um Boeing 777 que voava de Moscovo, Rússia, para Banguecoque, Tailândia, foi apanhado no meio de uma turbulência severa, que deixou 27 pessoas feridas e até a necessitar de cirurgia. Foi o caso de pelo menos três passageiros, de um total de 15 que tiveram de receber tratamento hospitalar.

Um passageiro ouvido pela BBC conta ter sido projetado para o teto do aparelho, enquanto outro relatou à Sky News ter visto narizes fraturados e bebés feridos.

As dificuldades do voo SU 270 da companhia russa Aeroflot começaram 40 minutos antes de aterrar na capital tailandesa

Um vídeo partilhado na Internet por um dos passageiros mostra vários feridos no chão, com malas e comida espalhadas pela cabine. "Vários poços de ar uma hora antes de aterrar provocaram ossos partidos e hemorragias internas e externas", relata Evgenia Zibrov, que partilhou o vídeo online. "Muitas pessoas junto à cauda do avião ficaram com o nariz partido, muitas, provavelmente, fraturaram a coluna."

A Aeroloft descreve a turbulência como "severa" e garante que não foi possível avisar os passageiros do perigo porque as condições meteorológicas não deixavam antever qualquer dificuldade. Este tipo de turbulência é designado por "Turbulência de Céu Claro" ou CAT na sigla em inglês, e não é detetado pelos radares. Ocorre, como o nome indica, em céus azuis, sem nuvens e (enganadoramente) calmos.