Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trump à frente, Melania vários passos atrás. O que dizem os especialistas em etiqueta sobre isto?

Mundo

  • 333

Yuri Gripas/ Reuters

O Twitter encheu-se, no último fim de semana, de comparações entre o casal Trump e os Obama e até mesmo os Reagan, a propósito de mais uma imagem do Presidente a descer do Air Force One, deixando para trás, sozinha, a primeira dama

A imagem de Donald Trump prestes a pisar terra firme, já a saudar os presentes, enquanto Melania ainda tem vários degraus pela frente reacendeu a polémica nas redes sociais sobre a distância entre o casal presidencial (e as boas maneiras de Trump).

Muitos recorreram a imagens de Barack e Michelle Obama e Ronald e Nancy Reagan para marcar a diferença.

Basta uma pesquisa rápida na Internet para encontrar várias fotografias do casal Trump a a descer do Air Force One e a caminhar lado a lado, mas não é raro vê-los claramente separados.

O The Huffington Post pediu a dois especialistas em etiqueta contactados frequemente pelos meios de comunicação americanos, Jacqueline Whitmore e Elaine Swann, que comentassem a distância entre Trump e Melania.

"Quando um homem e uma mulher estão a descer escadas, o homem vai à frente. A lógica é que, caso ela tropece ou caia, o homem (geralmente maior ou mais forte) estaria em posição de apanhá-la", explica Whitmore, concluindo que a distância exagerada entre o Presidente e a primeira dama, neste caso, "pode ser entendida como um sinal de desrepeito".

Também esta especialista em etiqueta faz a comparação: "Se olharmos para algumas das fotos antigas de Ronald e Nancy Reagan ou para os Obamas, estão muito próximo. Por outras palavras, são uma unidade, são um casal, estão nesta atividade juntos."

A opinião é partilhada por Elaine Swann. "O marido ao fundo das escadas, a saudar as pessoas, e a mulher ainda no cimo das escadas, isto é incorreto", afirmou, ao Huffington Post. "O certo seria esperar pela esposa no fim das escadas e depois pegar-lhe na mão e ajudá-la nos últimos degraus", acrescenta.

Mas o problema de "etiqueta" de Trump não foi declarado apenas agora. Logo na tomada de posse, o Presidente foi muito criticado porque saiu do carro e foi cumprimentar o casal Obama, deixando para trás Melania.

"O presidente Trump nunca deveria ter subido aqueles degraus, deixando a sua mulher para trás, no lado oposto do carro", afirma ainda Swann.