Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

1500 pessoas e quase 500 toneladas de bagagem: Os números da viagem do Rei da Arábia Saudita

Mundo

  • 333

Reuters

O que precisa Salman bin Abdul Aziz al-Saud para passar nove dias na Indonésia

O Rei saudita, Salman bin Abdul Aziz al-Saud, chegou quarta-feira à Indonésia, um dos mais populosos países muçulmanos, para uma visita considerada importante, uma vez que já há quase 50 anos que um chefe de Estado da Arábia Saudita, não se desloca ao país.

Segundo a companhia aérea em que viajou Salman bin Abdul Aziz al-Saud, o monarca de 81 anos, fez-se acompanhar por com 459 toneladas de bagagem, um staff de 1500 pessoas que inclui 800 delegados, 10 ministros e 25 princesas, dois Mercedes-Benz S600 e dois elevadores elétricos: tudo isto dividido por 27 voos, segundo o Jacarta Post.

O rei está a fazer uma série de visitas pela Ásia: já esteve na Malásia (o primeiro-ministro malaio ublicou uma fotografia no Twitter, em baixo, com o Rei no seu jato privado), vai à China, ao Japão e às Maldivas e, na Indonésia, passará por Jacarta e pela província de Java Ocidental durante os primeiros dias e depois termina a visita em Bali.

Com esta visita à Indonésia, o rei espera conseguir selar acordos no valor de quase 23 mil milhões de euros.

Esta não é a primeira vez que uma visita oficial do monarca saudita dá que falar: Em 2015 alugou todo o Hotel Four Seasons em Georgetown na sua visita de 3 dias aos Estados Unidos e também já levou 500 pessoas para a Riviera Francesa, numas férias controversas que obrigaram ao encerramento de uma praia inteira - episódio que levou a vários protestos e que pode recordar aqui.