Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trump sugeriu que os media estão a esconder ataques terroristas

Mundo

  • 333

© Carlos Barria / Reuters

Depois do Presidente dos EUA dizer que a imprensa "desonesta" está a esconder ataques terroristas, a Casa Branca divulgou uma lista de 78 ataques sub-representados na comunicação social. A lista inclui os ataques do Bataclan, em Paris, e o ataque com o camião, em Nice

O Presidente dos EUA, Donald Trump, disse, esta segunda-feira, num discurso feito no U.S. Central Command, que os media estão a ocultar, intencionalmente, ataques terroristas.

"Os terroristas radicais islâmicos estão determinados a atacar a nossa terra, como fizeram no 11 de setembro, como fizeram em Boston, Orlando, em São Bernardino e por toda a Europa. Viram o que se passou em Paris e em Nice. Isto está a acontecer, por toda a Europa. Chegou a um ponto em que nem sequer está a ser relatado. A imprensa muito, muito desonesta não quer falar disso. Eles têm as suas razões e há que compreender", referiu Trump.

De acordo com o The Washington Post, esta pode ter sido uma referência a uma alegada decisão da administração de Obama, referida pela administração de Trump, que proibiu, em 2011 e durante seis meses, a entrada de refugiados iraquianos nos EUA. "A maioria das pessoas não sabe porque não houve cobertura mediática", disse, há uma semana, Kellyanne Conway, conselheira de Donald Trump, ao TMZ.

No entanto, Conway já veio admitir que se enganou ao dizer que a medida de Obama se seguiu a um ataque de dois refugiados iraquianos em Bowling Green. Os dois iraquianos foram presos em Bowling Green, mas nunca cometeram nenhum massacre.

Então houve ou não houve uma proibição de seis meses de entrada de refugiados iraquianos? O The Washington Post foi investigar e a única notícia que encontrou sobre esta proibição foi no site da ABC News. Mas, segundo o jornal, o que aconteceu foi que dois iraquianos foram detidos, em Bowling Green, e acusados de terrorismo.

Perante o alvoroço que se criou no Congresso depois destas detenções, a administração de Obama ordenou que se examinassem de novo os casos de 58 mil iraquianos que se haviam instalado nos EUA e que houvesse um controlo mais extenso aos refugiados iraquianos.

Embora os dados do Departamento de Estados mostrem que houve uma significativa queda na chegada de iraquianos, "não fica claro se isso equivale a uma pausa real de seis meses no processamento de vistos, ou então a um abrandamento dramático das aprovações por causa das novas regras", diz o jornal.

Casa Branca divulga lista de 78 ataques

Depois das declarações de Trump, a Casa Branca distribuiu uma lista de 78 ataques "sub-relatados" pelos media. Curiosamente, esta lista inclui alguns ataques que receberam cobertura mediática pelos órgãos de comunicação social ocidentais, como é o caso do ataque no Bataclan, de Nice e de São Bernardino. Excluídos desta lista estão muitos ataques que ocorreram no Médio Oriente.