Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bana Alabed, a menina de Alepo, está em segurança

Mundo

Lembra-se de Bana Alabed? A menina Síria que tem postado tweets sobre a situação caótica vivida em Alepo. Foi retirada da cidade e está em segurança. VEJA O VÍDEO

Reprodução Facebook

Chama-se Bana Alabed, tem sete anos e vive na zona leste daquela que um dia foi a cidade mais desenvolvida da Síria - Aleppo. Está entre as mais de 3500 pessoas e as mais de 1500 crianças retiradas da cidade de maioria Xiita em estado de emergência e encontra-se em segurança numa zona controlada pelo governo de Assad, no distrito de Idlib.

A garantia foi dada por Ahmad Tarakji, o presidente da SAMS, a Sociedade Médica Síria e Americana, uma ONG que se faz representar por profissionais médicos de ambos os países, que publicou a novidade no Twitter, com uma foto da menina ao colo de um voluntário da IHH.

Bana Alabed ficou conhecida por ter criado em Setembro, com a mãe, Fatemah, que fala inglês e já trabalhou na área do jornalismo, uma conta no Twitter onde relatam o dia-a-dia vivido na guerra. Começou com Tweets da menina que dizia que só queria ir à escola e com fotos com os dois irmãos mais novos. Hoje é um dos rostos da guerra, conta com quase 326 000 seguidores e tornou-se viral, apelando à ajuda da comunidade internacional. Até já a escritora J. K. Rowling, muito ativa no Twitter, se comoveu com a história e enviou à menina uma cópia do Harry Potter.

Quase todos os dias divulgam tweets em que pedem ajuda e o último vídeo, partilhado pelo correspondente da NBC Richard Engel, é dirigido a Michelle Obama a quem pedem auxilio para chegar à zona oeste.

O Tweet mais recente de Bana foi escrito pela mãe antes do resgate e é dirigido a Mevlut Cavusoglu, o Ministro dos Negócios Estrangeiros Turco e ao Presidente Erdogan: "Por favor, por favor, façam com que o cessar fogo resulto e tirem-nos agora. Estamos tão cansados."

Mevlut Cavusoglu respondeu à familia retwittando: "As dificuldades do terreno não nos dissuadirão, minha irmã. Posso assegurar que estamos a fazer todos os possíveis para te retirar a ti e a centenas de outros em segurança".