Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Mais um muro na Europa? A história não nos ensinou nada?

Mundo

  • 333

Nem um ano depois de termos assinalado os 25 anos da queda do Muro de Berlim, um outro quilómetro de betão vai erguer-se no continente europeu, a separar a localidade francesa de Calais e o Reino Unido. Recorde os muros que nos separaram e os que ainda nos separam

Os trabalhos prometem mudar a paisagem junto à estrada principal de acesso ao porto francês. Ali se acumulam homens, mulheres e crianças, famílias inteiras de refugiados que todos os dias tentam embarcar nos camiões que fazem a travessia do Canal da Mancha rumo ao Reino Unido. As autoridades britânicas da imigração anunciaram ainda que será decorado com plantas e flores para diminuir o impacto visual. Segundo o The Guardian, é uma construção para custar 2,25 milhões de euros, valor suportado por um orçamento comum aos dois países.

Robert Goodwill, ministro britânico da imigração, justificou: "Fizemos as vedações e as pessoas continuam a passar. Agora vamos fazer um muro." François Guennoc, da ONG Auberge des Migrants, ripostou: "Quando pomos um muro em qualquer local do mundo, as pessoas vão encontrar formas de o contornar. É um desperdício de dinheiro. Vai ser ainda mais perigoso fazer a travessia e isso vai apenas levar os traficantes a aumentar os preços".

É a mais recente machadada na ideia de uma Europa tolerante e multicultural. Um ano depois de assinalarmos os 25 anos da queda do Muro de Berlim, e de lembrar para que nunca mais voltasse a acontecer, a verdade é que o continente europeu se mostra mais dividido do que nunca, com barreiras invisíveis a cresceram e multiplicarem-se.

Bem podem os ativistas dos direitos humanos pintar paredes a pedir "Save People, not borders" - a verdade é que, e as contas são do consórcio europeu The Migrant Files, uma organização que compilou estas contas, já se gastaram 77 milhões de euros nas fortificações erguidas em Espanha, Grécia e Bulgária. Só o muro de Melila ascendeu aos 47 milhões, mais 10 milhões por ano em manutenção. E o valor só tende a aumentar.