Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ronaldo recusa ser o "salvador da pátria" mas acredita numa "grande campanha"

Futebol

  • 333

AP

O capitão da seleção nacional garante que a equipa "está bem, está confiante, está preparada" para a estreia, contra a Alemanha, jogo para o qual Paulo Bento só tem uma dúvida: Nani

O avançado Cristiano Ronaldo recusou, esta sexta-feira, a responsabilidade de "salvador da pátria", mas revelou estar confiante de que a seleção portuguesa de futebol consiga uma "grande campanha" no Euro2012, na véspera da estreia frente à Alemanha.

"Não sou o salvador da pátria, o mais importante é o coletivo", frisou o capitão da seleção portuguesa, salientando estar com "uma grande ilusão de que Portugal possa fazer uma grande campanha".

O avançado do Real Madrid assegurou que a seleção portuguesa "está bem, está confiante, está preparada" e que a união do coletivo vai ser demonstrada "dentro de campo".

O capitão da seleção portuguesa de futebol Cristiano Ronaldo reagiu hoje às críticas do treinador Manuel José e do ex-selecionador Carlos Queiroz, para justificar o afastamento dos adeptos ucranianos à chegada a Lviv.

"Não nos podemos aproximar muito dos adeptos, porque senão dizem que estamos em festa", disse o avançado da seleção portuguesa, quando questionado pelo motivo de os jogadores portugueses não terem acedido aos pedidos de autógrafos de crianças junto ao hotel que alberga a equipa lusa.

Manuel José criticou a preparação da equipa, em que repudiou uma excessiva componente social associada ao estágio, e depois de o ex-selecionador Carlos Queiroz ter aludido à pressão que os patrocinadores exercem.

Paulo Bento: Nani é a única dúvida

O selecionador português de futebol assumiu que a utilização do extremo Nani, que regressou aos treinos na quinta-feira, é a única dúvida para o jogo frente à Alemanha, no sábado, na estreia no Euro2012.

"O Nani só treinou ontem (quinta-feira), irá fazer o treino de hoje e depois iremos avaliar o que é a sua condição. Veio de alguns dias de paragem devido a uma lesão no mesmo sítio onde teve uma lesão anteriormente. Esperamos até amanhã [sábado] para ver se o utilizamos", explicou Paulo Bento, na conferência de imprensa de antevisão do embate frente à formação germânica, em Lviv.

No caso de não poder utilizar o futebolista do Manchester United, o selecionador luso reconheceu a necessidade de apresentar "um jogador com características diferentes", mas rejeitando abdicar "base, da filosofia" da seleção.