Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Eto'o diz ter recebido ameaças de morte da federação camaronesa

Futebol

  • 333

O camaronês Samuel Eto'o acusou, em entrevista, a Federação Camaronesa de Futebol (FCF) de o "querer assassinar", um ano depois de o avançado do Anzhi ter denunciado má gestão na modalidade no seu país natal

"Os dirigentes da FCF querem atentar contra a minha vida, querem assassinar-me. Vivo agora com um grupo de seguranças e um de eles dorme em frente à minha porta. Não o faço por presunção, mas sim por segurança", afirmou Eto'o, em entrevista à revista camaronesa "Je Wande", citada pela agência noticiosa EFE.

Na mesma entrevista, Eto'o exige a demissão dos dirigentes federativos camaroneses, que classifica de "incompetentes e corruptos", detalhando ainda que toma outras medidas de segurança.