Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Simulações: Quanto vai receber de subsídio?

Economia

  • 333

Funcionários públicos solteiros e/ou casados (ambos com rendimentos)

 

Rendimento bruto de 800 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 800 euros brutos. No entanto, como o seu rendimento (inferior a 1.100 euros) não lhe retirava a totalidade do subsídio de férias, já só teria direito a receber em novembro 440 euros, mas só receberá 351,45 euros. Ou seja, terá um corte de 20,1%.

 

Rendimento bruto de 1.000 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 1.000 euros brutos. No entanto, como o seu rendimento (inferior a 1.100 euros) não lhe retirava a totalidade do subsídio de férias, já só teria direito a receber em novembro 880 euros, mas só receberá 548,15 euros. Ou seja, terá um corte de 37,7%.

 

Rendimento bruto de 1.200 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 1.200 euros brutos. No entanto, só receberá 749,90 euros. Ou seja, terá um corte de 37,5%.

 

Rendimento bruto de 1.750 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 1.750 euros. No entanto, só receberá 886,70 euros. Ou seja, terá um corte de 49,33%.

 

Rendimento bruto de 2.500 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 2.500 euros. No entanto, só receberá 982,00 euros. Ou seja, terá um corte de 60,7%.

- Pensionistas da Caixa Geral de Aposentações solteiros e/ou casados (ambos com rendimentos)

 

Rendimento bruto de 800 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 396 euros brutos já que, não atingindo um rendimento mensal bruto de 1.100 euros apenas lhe foi cortada uma parte dos 90% do subsídio de férias a que tinha direito. Ainda assim, apenas receberá 367,78 euros, ou seja, um corte de 7,12%.

 

Rendimento bruto de 1.000 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 792 euros brutos já que, não atingindo um rendimento mensal bruto de 1.100 euros apenas lhe foi cortada uma parte dos 90% do subsídio de férias a que tinha direito. Ainda assim, apenas receberá 595,26 euros, ou seja, um corte de 24,8%.

 

Rendimento bruto de 1.200 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 1.080 euros brutos, ou seja, 90% do seu rendimento mensal bruto. No entanto, apenas irá receber 652,49 euros, ou seja, um corte de 39,58%.

 

Rendimento bruto de 1.750 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 1.575 euros brutos, ou seja, 90% do seu rendimento mensal bruto. No entanto, apenas irá receber 1.018,47 euros, ou seja, um corte de 35,33%.

 

Rendimento bruto de 2.500 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 2.250 euros brutos, ou seja, 90% do seu rendimento mensal bruto. No entanto, apenas irá receber 776,15 euros, ou seja, um corte de 65,5%

 

Pensionistas da Caixa Geral de Aposentações solteiros e/ou casados (ambos com rendimentos)

 

Rendimento bruto de 800 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 396 euros brutos já que, não atingindo um rendimento mensal bruto de 1.100 euros apenas lhe foi cortada uma parte dos 90% do subsídio de férias a que tinha direito. Ainda assim, apenas receberá 367,78 euros, ou seja, um corte de 7,12%.

 

Rendimento bruto de 1.000 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 792 euros brutos já que, não atingindo um rendimento mensal bruto de 1.100 euros apenas lhe foi cortada uma parte dos 90% do subsídio de férias a que tinha direito. Ainda assim, apenas receberá 595,26 euros, ou seja, um corte de 24,8%.

 

Rendimento bruto de 1.200 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 1.080 euros brutos, ou seja, 90% do seu rendimento mensal bruto. No entanto, apenas irá receber 652,49 euros, ou seja, um corte de 39,58%.

 

Rendimento bruto de 1.750 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 1.575 euros brutos, ou seja, 90% do seu rendimento mensal bruto. No entanto, apenas irá receber 1.018,47 euros, ou seja, um corte de 35,33%.

 

Rendimento bruto de 2.500 euros

 

O contribuinte teria direito a um subsídio de férias de 2.250 euros brutos, ou seja, 90% do seu rendimento mensal bruto. No entanto, apenas irá receber 776,15 euros, ou seja, um corte de 65,5%.