Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ricardo Salgado diz que BES "esteve, e continuará, fortemente envolvido"

Economia

  • 333

Ricardo Salgado, presidente do Banco Espírito Santo anunciou hoje que a operação de fusão entre a PT e a Oi "é o culminar de uma estratégia em que o grupo BES (BES e BESI) esteve, e continuará, fortemente envolvido"

Ricardo Salgado, presidente do Banco Espírito Santo anunciou hoje que a operação de fusão entre a PT e a Oi "é o culminar de uma estratégia em que o grupo BES (BES e BESI) esteve, e continuará, fortemente envolvido".

A operação "irá determinar a criação de uma grande empresa multinacional de língua portuguesa", a CorpCo, acrescentou Ricardo Salgado numa reação à fusão PT/OI, enviada às redações.

Sublinhando que o presidente executivo da CorpCo "será um português: Zeinal Bava", o banqueiro sustenta ainda que a nova parceria "irá contribuir para o reforço das relações Portugal/Brasil e para o desenvolvimento económico dos dois países, garantindo o centro de decisão partilhado entre acionistas brasileiros e portugueses".