Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal perdeu 200 mil empregos em 2012

Economia

  • 333

O presidente do Instituto do Emprego e Formação Profissional revelou que Portugal perdeu cerca de 200 mil postos de trabalho em 2012, levando 100 mil pessoas para o desemprego e as restantes para novos empregos, formação ou emigração

O presidente do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) revelou hoje que Portugal perdeu cerca de 200 mil postos de trabalho em 2012, levando 100 mil pessoas para o desemprego e as restantes para novos empregos, formação ou emigração.

Em 2012, "houve uma diminuição de cerca de 200 mil postos de trabalho ao nível da população ativa e empregada em Portugal", disse Octávio Oliveira aos jornalistas em Beja.

"O emprego e o desemprego são duas faces da mesma moeda" e, devido àquela diminuição de postos de trabalho, "o desemprego cresceu de uma forma dramática" e "cerca de 100 mil pessoas" ficaram desempregadas em 2012, disse o responsável, acrescentando que as restantes 100 mil pessoas terão arranjado outro trabalho, iniciado medidas do IEFP no âmbito do emprego e da formação profissional, como programas ocupacionais e ações de formação, ou emigrado.