Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Passos Coelho admite mais um ano para ajustar défice

Economia

  • 333

O primeiro-ministro admitiu esta terça-feira a possibilidade de Portugal ter mais um ano para cumprir as metas do défice e reafirmou que o Governo não quer nem mais tempo nem mais dinheiro para cumprir o programa de ajustamento

"Portugal não quer mais tempo nem mais dinheiro para cumprir o seu programa de ajustamento. Nós tencionamos concluir o programa de assistência económica até junho de 2014 com o envelope financeiro que estava destinado desde o início", afirmou.

Questionado sobre se Portugal irá rever as metas do défice, Passos Coelho disse que "é muito possível" que essa matéria seja discutida nas reuniões da sétima avaliação regular do programa de ajustamento financeiro com a "troika".

"O ano passado, no decorrer da quinta avaliação, tivemos a possibilidade de ter um ano mais para ajustar o défice do Estado, e é muito possível que essa matéria esteja novamente em discussão e provavelmente não estará só em Portugal", disse.

Pedro Passos Coelho falava no final de uma visita ao Salão Internacional do Setor Agroalimentar e Bebidas, que decorre no Pavilhão Atlântico, em Lisboa.