Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Despesa: Salários e pensões do Estado custam mais 470 milhões de euros

ESPECIAL Orçamento do Estado 2017

  • 333

Aumento da despesa é parcialmente compensado com a regra da substituição de 2 funcionários por apenas um

A reposição salarial na Administração Pública – que está a ser feita de forma integral desde o corrente mês de outubro -, custará ao Estado, no próximo ano, mais 257 milhões de euros. O horário das 35 horas na função pública – outra das promessas cumpridas pelo atual governo – custará mais 25 milhões de euros. Já a atualização das pensões prevista para 2017 representará um acréscimo de 187 milhões de euros da despesa. Mas medidas como a substituição de duas saídas no Estado por apenas uma entrada de funcionários permite poupar 122 milhões de euros, e uma revisão da despesa, não especificada, representa um ganho de mais 75 milhões de euros.

Do lado da despesa, as medidas deste orçamento significam um aumento efetivo de 331 milhões de euros em relação ao ano anterior.

Feitas as contas às receitas e despesas e ao cenário macroeconómico, o défice orçamental, que neste ano deverá ficar em 2,4%, irá descer para 1,6% do PIB em 2017. O valor representa uma diminuição da despesa em 0,4 pontos do PIB e um aumento da receita em 0,5 pontos do PIB.